Eu

Eu
Paulo Rogério De Mari Casagrande

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

O Guarani



O romance O Guarani, escrito em 1857 por José de Alencar, busca as origens da nacionalidade brasileira. Cria os símbolos do nosso passado nobre com as figuras de D. Antônio de Mariz, fidalgo de rígidos princípios morais; Álvaro, o cavalheiro de sentimentos puros, corajose e amoroso; Gonzales, o aventureiro ganancioso; Peri, o índio idealizado; e a meiga Cecília, que simboliza a mulher brasileira, dócil e sentimental. Personagens que fazem de O Guarani o romance da formação da nacionalidade brasileira. Il Guarany é uma ópera-baile em 4 atos. O libreto é de Antônio Scalvini, concluído por Carlo D'Ormeville.
A ação decorre no Brasil, do ano de 1560, em uma cidade próxima ao Rio de Janeiro, na esplanada diante da fortaleza, onde vive o velho fidalgo português, Dom Antônio de Mariz. Do ponto de vista romântico, a história gira em torno de Cecília que é cobiçada pelo aventureiro espanhol Gonzales e Dom Álvaro, nobre português. Por engano, um dos caçadores subordinados a Dom Antônio mata uma jovem índia da tribo do Aimorés e os índios querem vingança. Por pouco, não é a primeira vítima da ira dos índios, sendo salva por Peri, um índio guarani, fiel à família. Dom Antônio promete Cecília em casamento a Dom Álvaro.
Mais tarde, Peri confessa seu amor a Cecília, cantando a ária "Sento una forza indomita." Peri descore uma conspiração dos aventureiros contra Dom Antônio e acompanha seus movimentos até que Gonzales invade o solar e tenta raptar Cecília. Novamente Peri a salva, então a fortaleza é invadida pelos Aimorés que prendem o casal. Desta vez, é Dom Antônio, com seus homens, que salva Peri. Ao voltarem ao solar, descobrem novamente os aventureiros conspirando contra Dom Antônio, que pede a Peri que fuja, uma vez que a casa está prestes a explodir. Peri foge levando Cecília sob a benção de Dom Antônio. O espetáculo termina com a destruição total do solar, salvando-se apenas o casal que, agradece aos céus, pedindo piedade para os que morreram.
A estréia de Il Guarany, em 19 de março de 1870, no Teatro Alla Scala de Milão é triunfal. No Brasil foi ouvida, pela primeira vez no Rio de Janeiro, no mesmo ano, com enorme sucesso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário